segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Um adeus... e um até breve


Sinto
João Lenjob

Sinto -
Se é pra sentir saudade
- Sinto -
A dor do tempo distante
- Sinto -
O amor que fica constante
- Sinto -
A tristeza da realidade
- Sinto -
Como se nunca tivesse partido
- Sinto -
A harmonia se perder na verdade
- Sinto -
A ferida com sinceridade
- Sinto -
O presente todo dolorido
- Sinto



Hoje BH amanheceu mais triste com a perda de nosso duque, estrela na arte mineira, amigo fiél e carinhoso. Hoje todos nós sentimos essa sua poesia correndo nas veias, se dilatando, dando um nó na garganta, doendo no peito. Faltam palavras para dizer o quanto você era querido por todos, João... e o quanto vai deixar saudade...

Vá brilhar no céu, meu amigo. Como a Luciene Costa disse: "um castelo de poetas te aguarda no firmamento". E aqui, o seu sonho não vai acabar, pois sonhos não devem morrer. O seu castelo, dentro do possível, continuará a existir com a colaboração de todos nós e passará pelas mudanças que tanto sonhamos, planejamos e esperamos. Em breve...

12 comentários:

  1. Estou chocada com a notícia. Meu Deus, o que aconteceu?

    ResponderExcluir
  2. Eu pensei nele ontem, acordei a noite.

    Nossa, alguém coloque mais notícias aqui, informe os amigos do local do enterro por favor.

    ResponderExcluir
  3. Triste! Não sabia de nada. Uma perda.

    ResponderExcluir
  4. O velório está acontecendo na capela de Nova Era. Maiores detalhes podem ser encontrados nos facebooks dele.

    ResponderExcluir
  5. puxa!... grande perda e tristeza...
    que Deus o receba em Sua glória..

    ResponderExcluir
  6. Sinto muito, perdemos um poeta e o céu ganha mais poesia.
    Meus sentimentos aos familiares.

    ResponderExcluir
  7. Deus abençoe Joãozinho e conforte o coração de sua família.

    ResponderExcluir
  8. A vida por ak fica crua e nua. Ela era ludica e poetica. Q pena


    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. Vai com Deus amigo!! infelizmente mais um poeta nos deixa! =(

    ResponderExcluir
  11. Que lido Ana!
    Só hoje tive coragem de ver.
    Beijos amiga,

    ResponderExcluir