segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Saúde: Gabriela Goulart

Alimenteação na Atividade Física

  • Faça 6 refeições ao dia. Evite pular refeições, (3/3 horas);
  • Fazer reposição hídrica regularmente (água. Uso de dissoluções somente sob orientação e quando recomendado por um nutricionista);
  • Bebidas hidroeletrolíticas para repor perdas de líquidos e eletrólitos somente em exercícios com duração superior a 2 horas e de alta intensidade. Seu consumo sem orientação profissional pode provocar desidratação além de apresentar restrição para portadores de doenças como no caso da Diabetes e da Hipertensão Arterial;
  • Sempre inicie a atividade física hidratado;
  • A alimentação é fundamental para garantir as reservas energéticas;
  • A alimentação até uma hora antes tem como objetivo manter os níveis de glicose sanguínea para iniciar o exercício;
  • Na falta de carboidrato, a proteína muscular é utilizada como fonte de energia para atividade física (pode levar a perda de massa muscular efeito contrário ao objetivo);
  • Usar alimentos saudáveis e de boa qualidade.

Aumento da Massa Muscular

  • Preocupar com carboidrato após atividade física, para repor glicogênio muscular;
  • Os nutrientes mais importantes para o aumento de massa muscular são o carboidrato e a proteína:

O carboidrato é responsável pelo acúmulo de glicogênio hepático e muscular, fornece energia para o cérebro e evita a utilização de proteína como fonte de energia;

Os aminoácidos das proteínas são responsáveis pela reposição dos tecidos musculares e sua síntese que provocam um aumento da massa muscular. Comumente a quantidade de proteína ingerida durante o dia nas refeições já atende as necessidades diárias deste macronutriente, não sendo necessária sua suplementação;

  • Em atividades físicas acima de 1hora (intensa), a utilização de carboidratos durante o exercício proporciona a manutenção dos níveis de glicose sanguínea e poupa a glicogênio hepático e ajuda a repor o glicogênio muscular gasto na atividade física;
  • Evite o uso de suplementos que são vendidos indiscriminadamente sob orientação de leigos ou no “mercado negro”, pois a maioria não tem comprovação científica dos seus efeitos. Além de seu uso indiscriminado provocar sobrecarga renal, lesão hepática (que pode levar ao câncer, retenção hídrica e até depressão).

Diminuição da % de gordura

  • Não se preocupe com o peso, pois o mais importante é a Diminuição do % de gordura e conseqüente diminuição de medidas e o aumento do % de músculos;
  • Quanto maior a quantidade de tecido muscular mais elevado é a taxa metabólica basal e conseqüentemente torna-se mais fácil perder peso;
  • Para utilizar gordura como fonte de energia, ou seja, "queimar gordura" é necessário ingerir carboidratos na quantidade adequada.

A gordura queima em uma chama de carboidrato!!

Dicas

  • O ganho de massa muscular sofre interferência multifatorial e pode variar de acordo com a genética do indivíduo, o tipo de treinamento, a alimentação;
  • Não fuja dos hábitos alimentares, obedeça ao plano alimentar proposto pelo seu nutricionista;
  • Faça atividade física sob orientação de um profissional de Educação Física;
  • Utilize roupas leves e confortáveis, a fim de ajudar na transpiração e conseqüente manutenção da temperatura corpórea.
A Viscondessa e nutricionista Gabriela Goulart deixa aqui as dicas de alimentação para quem pratica esportes ou atividades físicas. É de suma importancia este tipo de informação, assim como outras que se encontram em seu site http://www.mariagabrielagoulart.com.

João Lenjob
twitter: @lenjob
http://lenjob.blogspot.com

AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO DE RESPONSABILIDADE DA COLABORADORA GABRIELA GOULART

Um comentário:

  1. interessantíssimo!

    selinho pra vc lá no meu blog... bjus da kirah

    ResponderExcluir