domingo, 9 de outubro de 2011

Biblioteca: Dilea Frate

Ser e Não Ser
Dilea Frate

SER
Como as abelhas que trabalham
à perfeição e ainda doam o mel.

NÃO SER
Como as moscas,
que rondam o acabado.

SER
Como as crianças
Que vivem de esperanças.

NÃO SER
Como os velhos que vivem de lembranças.

SER
Como o algodão,
Fofo e macio.

NÃO SER
Como o ferro, duro e frio.

SER
Como os pássaros
Que voam e vigiam

NÃO SER
Como os ratos
Que se escondem e espiam.

Dilea Frate é Jornalista, roteirista de televisão, artista plástica e escritora. Estreia hoje no Castelo e estará de volta em diversos quadros. Nós agradecemos o carinho e atenção da profissional em ceder este trabalho para a Edição Festiva de Um Ano do Castelo.

Castelo do Poeta
twitter: @castelodopoeta

TEXTO AUTORIZADO POR DILÉA FRATE

4 comentários:

  1. Lindooo ,,,, Amei... Parabens Diléia Frate... tudo haver...

    ResponderExcluir
  2. Amei esses dizeres,,se pensarmos bem são realistas...Amei mesmo...

    ResponderExcluir