quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Com o Cetro: Verônica Martins

Quadro para profissionais da Cultura Brasileira com perguntas fixas elaboradas por João Lenjob inspirado no Livro Entrevistas de Clarice Lispector. Outros Profissionais com o Cetro.

Verônica Martins, Mineira, Fotógrafa

Você critica seus próprios trabalhos?
Sim! Principalmente pelo fato de estar absorvendo tanta informação nova no quesito fotografia, design, semiótica, etc. E deve ser característica de perfeccionista ficar se auto criticando, eu acho.

O que é o amor?
Ultimamente tenho me convencido de que só os animais não humanos conhecem o real. Coisas que o Jabor colocou na minha cabeça. Sei lá, acho que esse mundo ta muito superficial, efêmero, racionalista e caótico pra amor mesmo aparecer. Mas me contradizendo, amo muita gente por aí, muita coisa e muito estado de espírito.

As conquistas interferem na vida pessoal?
As conquistas e tudo o mais.

Qual o maior momento da carreira?
Poxa, tenho lembranças maravilhosas da noite de vernisage da minha primeira exposição coletiva no Sesiminas.

Quando você sabe que vai dar certo algum trabalho?
Quando a relação com o cliente é tranquila.

Como você acha que o Castelo pode ser exemplar ou inspirador através da sua pessoa?
Acho o Castelo democrático e acessível. Simples! Isso facilita a vida do artista e do que aprecia arte.

O seu trabalho é a coisa mais importante de sua vida?
Sou uma fotógrafa bem apaixonada por tal arte. Mas, sinceramente, minha felicidade tá baseada em elementos mais indispensáveis do que ela. Por exemplo, gente querida.

O que você mais deseja atualmente?
Pergunta difícil. Na segunda feira (três dias atrás) o que eu mais desejava pela manhã era uma coisa, o que eu mais desejava pela tarde era outra e o que eu mais desejava pela noite era outra coisa. Instável, eu? Não, são as coisas ao redor que mudam...

Como as pessoas podem interferir no seu trabalho?
Motivação é algo que eu curto muito! Faz um bem danado. Mas infelizmente o oposto também existe e também interfere.

Quais os profissionais da arte, moda, esportes, educação, saúde e afins você mais admira pela natureza profissional e pessoal?
Hmm acho que consigo citar alguns poucos grandes nomes que admiro por aí. Vik Muniz, Henri Cartier Bresson, David La Chapelle, todos bem consagrados nas artes. Mas também tenho admiração por muita gente mais daqui de perto, como meus amigos artistas Gustavo Henrique, José Junior, Mosh, Maxwell Vilela, Jonathan Tadeu... Caramba, tem muita gente cheia de arte pra se admirar por aí!

Segundo Lenjob, Verônica é a Mulher Fantástica. Com ela ele saboreu muitos assuntos relacioando arte e comportamento humano. Tem um carinho especial por esta dama e espera trabalhar com ela um dia. Mais sobre ela no Flickr Olhar da Vê.

Castelo do Poeta
twitter: @castelodopoeta

2 comentários:

  1. Sensacional Verônica é mesmo uma pessoa ímpar e encantadora,transborda e inspira poesia, me ensinou a "vê" o mundo e a ama-lo apesar dos pesares, a entender e respeitar melhor os animais e desejar ardentemente escrever não só com a luz, Com seu pouco mais de meio metro.......de sorrisos e abraços demonstra que a simplicidade é um bem maior nos momentos efêmeros da vida.

    ResponderExcluir